fbpx

FAQ’s

Perguntas frequentes

Porquê a Turquia para realizar o meu transplante capilar?

Atualmente a Turquia é líder europeia na realização de transplantes capilares.

O grande numero de clínicas aliado ao menor baixo rendimento e ajudas do governo para dinamizar o turismo, fazem com que todas as semanas centenas de pacientes de todo o Mundo viaje para este país para realizar o procedimento.

Qual o melhor método de Transplante para mim?

O Transplante Capilar pode ser feito recorrendo a 3 técnicas comuns: FUT, FUE e DHI

A técnica FUT é uma forma de realizar o procedimento já em desuso. Nesta técnica é cortada uma tira de pele com cabelo na parte de trás da cabeça do paciente. Depois essa zona é saturada deixando uma cicatriz ao longo de toda a área. Nesta tira são retirados todos os foliculos capilares que depois são implantados nas áreas recetoras do paciente.
Na nossa clinica não realizamos esta técnica

Em FUE a extração dos folículos na área dadora é feita de forma individual recorrendo a um equipamento próprio que pode ser elétrico ou manual. Desta forma evita-se cicatrizes e os foliculos são trabalhados manualmente.
A implantação do folículo é feito em 2 fases: primeiro fazem-se as incisões com lamina de metal ou safira (pequenos golpes nas áreas recetoras). Depois o folículo é implantado com uma pinça nos orifícios criados.
Esta técnica é a mais procurada pela sua relação qualidade/preço pois consegue um número mais elevado de foliculos a implantar conseguindo preencher uma área mais abrangente.

A lâmina de safira faz incisões mais pequenas e consegue mais densidade na linha frontal e melhor cicatrização.

Em DHI a extração é feita da mesma forma que FUE e a implantação é feita somente numa etapa. Recorrendo a Implanters (espécie de caneta) o folículo é colocado no mesmo que faz a incisão e deixa o folículo implantado.  Desta forma o processo é menos invasivo e consegue-se uma maior densidade pois os folículos ficam implantados mais próximos uns dos outros. Como as incisões são mais pequenas ainda que em FUE a cicatrização é ligeiramente mais rápida.
DHI é mais recomendado para quem prioriza mais a linha frontal pois consegue máxima densidade nessa zona o que dá o aspeto mais natural. Em contrapartida tendo maior concentração de folículos na zona frontal fica com menos disponíveis para outras zonas necessitadas. É tambem uma técnica mais cara, pois além do material usado (Implanters) serem descartáveis e de valor avultado a equipa tem mais 2 elementos para carregarem os Implanters com os folículos.

Vou sentir ou desconforto durante o procedimento?

Na fase inicial da cirurgia é aplicada anestesia local por toda a cabeça. Esta tarefa implica várias injeções ao longo da cabeça de forma a introduzir o composto anestésico para “adormecer” a cabeça e desta forma o paciente não sentir qualquer dor durante as várias etapas.
Este processo pode ser mais ou menos doloroso para o paciente (depende muito da sensibilidade de mesmo e receptividade às injeções).

Como opção o paciente pode optar por ficar sedado durante esta etapa. A sedação vai permitir ao paciente “adormecer” na fase inicial não sentindo qualquer dor ou desconforto na aplicação da anestesia local.

Para saber mais sobre sedação clique aqui

O que inclui cada pacote?

Todos os Pacotes além do procedimento cirúrgico tem também incluída a estadia em hotel 5* com pequeno almoço e todas as deslocações entre aeroporto-hotel-clínica por motorista privado.

Para saber mais sobre cada um clique aqui.

Como são feitas as consultas antes e depois do transplante?

Para saber o que podemos fazer por si e pelo seu cabelo basta entrar em contato conosco e enviar-nos algumas fotos do seu couro cabeludo . A nossa equipa médica vai analisar o seu caso e responderemos com uma previsão do número de folículos a implantar.

Após o procedimento o paciente vai enviando fotos da evolução do tratamento para um melhor acompanhamento da nossa equipa.

Podem existir complicações durante o procedimento?

O transplante capilar é uma cirurgia pouco evasiva e muito dificilmente traz complicações. A anestesia é local (semelhante ao dentista) fazendo com que não se sinta qualquer dor durante o transplante. O paciente está consciente durante todo o processo e pode sempre pedir uma pausa para descanso.

Como é possível implantar tantos folículos numa só sessão?

O tempo do folículo fora do corpo (depois de extraído) deve ser o mais curto possível. Na nossa clínica a intervenção é feita por uma equipa especializada e com experiência reconhecida. As técnicas de extração e implantação são feitas por 2 técnicos em simultâneo, o que permite fazer todo o tratamento numa só sessão.

O procedimento deixa cicatrizes?

Não. O método FUE ao contrário do método FUT não deixa cicatrizes, uma vez que os folículos são extraídos um a um deixando apenas uma marca de “picada”, que ao fim de 10 a 15 dias desaparece.

Quando é que começo a ver resultados?

Entre 2 a 6 semanas a zona dadora começa a ficar densa e com o aspeto que tinha. Na zona implantada durante os primeiros 3 meses o cabelo implantado pode cair todo ou em parte, originando depois desse período um crescimento de novos cabelos.

No fim de 6 meses já se começa a ver os resultados em cerca de 70% e ao fim de 12 a 15 meses já se verifica o resultado final.

Quais são as garantias?

O nosso procedimento tem uma garantia de resultados que, condições de saúde normais do paciente cerca de 90% a 95% dos folículos implantados devem permanecer.

Se no final de 12 a 15 meses da sua intervenção houver uma queda significativa poderá usufruir de um novo transplante sem qualquer custo.

Depois do transplante quantos dias preciso antes de voltar à minha vida normal?

Depois de um transplante aconselha-se um período de recuperação entre 7 a 10 dias. Este é o tempo em que o couro cabeludo começa a recuperar e a ficar “limpo” de crostas. Durante o primeiro mês não se deve fazer exercício físico e ter uma higiene cuidada na lavagem da cabeça.

De quantos dias necessito para a viagem?

Dependendo de cada caso, a estadia mínima são de 2 dias, sendo que o primeiro dia é todo dedicado ao transplante e no segundo dia ocorre a consulta de pós-operatório e a primeira lavagem do cabelo, assim como as indicações de como faze-lo. Se o paciente optar por usufruir da viagem pode sempre usar os restantes dias para passear e conhecer Istambul.

Os vossos pacotes não inclui a viagem. Devo ser eu a planear?

A marcação da viagem decidimos deixar a cargo do paciente de forma a que este planeie quando quer ir, de onde viaja, etc. Só precisamos de saber a data de partida e quantas noites pretende ficar.

Para viajar para a Turquia não é necessário passaporte, o Cartão de Cidadão atualizado é suficiente.

Como é feito o pagamento?

Para confirmar o agendamento a clínica solicita um depósito inicial para reserva do dia do procedimento. O pagamento é realizado diretamente à clinica através de sistema de pagamento online com cartão.

O restante pagamento é feito na clínica no dia do procedimento. Pode pagar em dinheiro ou cartão bancário, sendo que este método pode acarretar o pagamento de uma taxa adicional.

Devo ter receio em viajar para a Turquia?

Não. A Turquia é um país muito habituado ao Turismo e, como tal, por toda a zona turística se vê polícias e forças de segurança que dão maior tranquilidade. A cidade está repleta de turistas e como tal o controlo de segurança está no topo das prioridades do governo. O povo é também amigável e o crime é deveras punido pelas entidades governamentais.

Que língua preciso de falar?

A Turquia, apesar de ser um país que vive muito de turismo ainda apresenta algumas lacunas quando se trata de falar outras línguas.

O inglês é o mais usado mas aconselha-se andar com um mapa ou os destinos escritos em papel, de forma a poder mostrar quando se pedem indicações (táxis por exemplo).

Qual a moeda local?

A moeda local é a lira turca que pode ser trocada na chegada ao aeroporto ou em qualquer loja de câmbios. Aconselha-se a usar a moeda local para o comércio na cidade (refeições, compras, etc.)

Não encontra a resposta que procura?

Entre em contato conosco e teremos todo o gosto em responder às suas questões.