Atualmente a Turquia é líder europeia na realização de transplantes capilares. Com médicos experientes e certificados, poderá realizar-se um tratamento idêntico a qualquer outro país da Europa por menos de metade do valor.

Atualmente dispomos de 3 pacotes – Básico, Exclusivo e Método DHI. O paciente pode optar por um deles ou solicitar um pacote à medida. Para conhecer mais sobre cada um eles clique aqui aqui.

O transplante capilar realizado através dos métodos FUE e DHI representa uma cirurgia pouco evasiva e muito dificilmente acarreta complicações. A anestesia é local (semelhante ao dentista) fazendo com que não se sinta qualquer dor durante o transplante. O paciente está consciente durante todo o processo e pode sempre pedir uma pausa para descanso.

O tempo do folículo fora do corpo (depois de extraído) deve ser o mais curto possível. Na nossa clínica a intervenção é feita por uma equipa especializada e com experiência reconhecida. As técnicas de extração e implantação são feitas por 2 técnicos em simultâneo, o que permite fazer todo o tratamento numa só sessão.

Não. Os métodos utilizados não deixam cicatrizes, uma vez que os folículos são extraídos um a um deixando apenas uma marca de “picada”, que ao fim de 10 a 15 dias desaparece.

Entre 2 a 6 semanas a zona dadora começa a ficar densa e com o aspeto que tinha. Durante os primeiros 3 meses o cabelo implantado pode cair todo ou em parte, sendo que após esse período se começa a verificar o crescimento de novos cabelos, mais notório ainda a partir dos 6 meses (resultados de cerca de 70%). O resultado final irá surgir 12 a 15 meses depois da intervenção.

Os nossos transplantes têm uma garantia de 10 anos!
Se após 10 a 15 meses da sua intervenção não ficar totalmente satisfeito com os resultados poderá usufruir de um novo transplante sem qualquer custo.

Depois de um transplante aconselha-se um período de recuperação entre 7 a 10 dias. Este é o tempo em que o couro cabeludo começa a recuperar e a ficar “limpo” de crostas. Durante o primeiro mês não é aconselhável a prática exercício físico e ter uma higiene cuidada na lavagem da cabeça.

Dependendo de cada caso, a estadia mínima será de 2 dias, sendo que o primeiro dia será dedicado ao transplante e o segundo dia à consulta de pós-operatório e lavagem do cabelo. Se o paciente optar por usufruir da viagem poderá aproveitar os restantes dias para passear e conhecer a cidade de Istambul.

Decidimos deixar a cargo do paciente a marcação dos voos, para que possa decidir horários e ponto de partida. Precisamos de ter conhecimento da data de partida e do número de noites pretende passar no hotel.

Caso seja da sua preferência, poderá solicitar-nos o planeamento dos voos e veremos quais as melhores opções de acordo com o tempo de estadia e data de partida.

Para viajara para a Turquia não é necessário passaporte. Pode-se viajar com cartão de cidadão e um visto turístico que pode ser comprado online – https://www.evisa.gov.tr/en/.

O pagamento será feito na clínica no dia do procedimento. Será possível pagar em dinheiro ou cartão bancário, sendo que este segundo método poderá acarretar o pagamento de uma taxa adicional.

Apesar de ser um país extremamente turístico, a Turquia apresenta algumas lacunas linguísticas. Ainda assim, a língua mais recorrente é o inglês.

A moeda local é a lira turca. Poderá fazer o câmbio na chegada ao aeroporto ou em qualquer loja de câmbios.

Istambul dispõe de uma linha de metro que percorre toda a cidade e liga aos principais pontos turísticos. Na zona turística o metro anda à superfície, permitindo contemplar a cidade em todo o seu esplendor. Poderá comprar o passe e ir carregando nas máquinas automáticas.

TOP